• Webmail

Pelicano Investe com Foco no Crescimento das Ferrovias Ir para notícias

A Pelicano Construções aposta no crescimento e na valorização da malha ferroviária nacional. Prova disso foi a aquisição recente de mais quatro equipamentos - duas máquinas socadoras/niveladoras/alinhadoras e duas reguladoras de lastro - que serão incorporadas no maquinário na empresa, que já conta com duas socadoras e uma reguladora de lastro.

As ferrovias estão na mira do Governo Federal. Por meio do Plano Nacional de Logística e Transporte o governo prevê um investimento total da ordem de R$ 291 bilhoes, até 2023, em ações para a melhoria e ampliação do sistema nacional de transportes, priorizando ferrovias e hidrovias.

Para a Pelicano Construções, que iniciou sua trajetória no mercado de construção e manutenção de ferrovias, este investimento vem reforçar o posicionamento da empresa, que acredita no potencial e na valorização do mercado ferroviário nacional.

A Pelicano participa das concorrências de continuação do projeto de construção da Ferrovia Norte-Sul (EF-151, que liga a cidade de Belém do Pará a Panorama/SP, passando pelos estados do Maranhão, Tocantins, Goiás, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul) e do trecho da Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Oeste-Leste), que ligará a Ferrovia Norte-Sul ao Porto de Ilhéus (EF-334).

O Diretor Presidente da Pelicano, Fernando Ribeiro, vê com otimismo a retomada de investimentos no setor ferroviário. Ele avalia que este momento estimula a empresa a investir ainda mais na aquisição de máquinas e equipamentos, além da qualificação da mão-de-obra, visando o meercado ferroviário.

"A Pelicano Construções é uma empresa com 30 anos de atuação que nasceu com o foco nas obras ferroviárias, trabalhando para a Vale em diversos contratos. Mas com o baixo nível de investimentos neste setor nos últimos 20 anos, a empresa começou a atuar em outras áreas, como terraplenagem e pavimentação, mas sem nunca ter abandonado suas raízes ferroviárias", lembra.

Ribeiro destaca que a empresa está preparada para as novas obras que serão iniciadas com a implantação do recente programa de expansão ferroviária.

"A empresa investiu na compra de quatro novos equipamentos - socadoras, niveladoras, alinhadoras e reguladoras de lastro -, totalizando um parque de sete equipamentos de grande porte, o que a torna uma das empresas mais bem equipadas para construção e manutenção de ferrovias, garantindo sua participação nesta nova fase de obras ferroviárias no Brasil", assegura.